Notícias
  • Home
  • Notícias
  • Website
  • Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis se unem para criação de Parque Tecnológico

Notícias na Internet

Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis se unem para criação de Parque Tecnológico

Juntas, as três cidades contam, atualmente, com cerca de 130 empresas trabalhando na produção de software, de novas tecnologias, telecom, projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação, empregando mais de 3 mil funcionários.

Segundo o fundador e presidente da Alterdata, com sede em Teresópolis e uma das maiores empresas do segmento tecnológico no país, Ladmir Carvalho, há muitos anos foi criado em Petrópolis uma iniciativa chamada Petrópolis Tecnópolis, para a criação de um polo de tecnologia, mas a ideia não foi à frente porque o volume era pequeno. Então chegou-se à conclusão de que seria mais inteligente apostar em uma estrutura mais ampla, também envolvendo Friburgo e Teresópolis.

“Para o projeto do parque, já foi formada uma comissão que envolve as três prefeituras e uma série de iniciativas para trazer incentivos e o ambiente para a região. A ideia é fazer com que que as três cidades sejam esse parque e que cada uma delas tenha um tecnopolo. Em Petrópolis, o Laboratório Nacional de Computação Científica - LNCC, em Teresópolis, a Alterdata, e, em Nova Friburgo, provavelmente o Espaço ARP”, diz Ladmir.

Ainda de acordo com o presidente da Alterdata, o ponto mais relevante do projeto não são os espaços físicos, mas os incentivos locais, o envolvimento com as universidades, de modo que seja criado um ambiente de troca de conhecimento entre essas empresas, favorecendo outras a virem para nossa região.

“A Alterdata tem um papel estratégico porque é a maior empresa de software do estado do Rio. Nasceu em Petrópolis e está em Teresópolis. E agora este projeto mais amplo está nascendo de fato. As três prefeituras estão empenhadas, para que dentro de pouco tempo possamos levar projetos em Brasília, para conseguirmos verbas do governo federal e assim beneficiar empresas daqui e também conseguir a montagem de infraestrutura que as prefeituras não tenham condições de fazer”, diz.

De acordo com a Prefeitura de Teresópolis , cada cidade determinará o local ou locais de acordo com seu plano diretor e já está sendo criado estatuto, CNPJ e toda a formalização para que o parque se torne uma OSCIP, com condições de receber verbas e fazer convênios.

Segundo o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Nova Friburgo, Marcelo Verly, um dos melhores ambientes existentes em Nova Friburgo para o parque tecnológico é o Espaço ARP, por sediar o centro de desenvolvimento de software da Alterdata.

“Já há mais de 100 empreendimentos de diversos setores lá instalados, inclusive empresas já constituídas nas áreas de tecnologia de informação, entre outros setores da economia criativa. Além disso, são mais de 4 mil pessoas circulando diariamente, o dobro do que havia no auge da fábrica de Rendas Arp, e diversas facilidades importantes, como estacionamento, acesso à internet, restaurantes, espaços de convivência.”, afirma.

Setor de tecnologia movimentou quase R$ 470 bilhões no país em 2017

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), as empresas do mercado de tecnologia registraram faturamento de R$ 467,8 bilhões em 2017. Houve crescimento de 5,4%, em comparação ao ano anterior, e o número de empregados no setor, também em 2017, ficou em 1,6 milhão de postos, praticamente estável em comparação com o ano anterior.

Entre em contato com a Alterdata
e solicite uma demonstração

Junte-se aos mais de 500 mil usuários



Quero falar com
o Comercial.

0800 704 1418

Quero falar com
a Alterdata.

Karoo Chat

Falar com vendas?
Nós te ligamos.

Agendar Agendar

Sempre perto
de você.

Filiais e Representações
Atendimento Online