Notícias sobre o eSocial


CFC participa de grupo de trabalho sobre o e-Social

Por COMUNICAÇÃO CFC| jul 15, 2014
O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) é um dos membros do Grupo de Trabalho Confederativo (GTC)

A folha de pagamento digital (ou eSocial) vai unificar, em um único sistema, o envio de todas as informações dos trabalhadores aos órgãos federais. Para se adaptar, as empresas terão de mudar a maneira como tratam esses dados.  O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) é um dos membros do Grupo de Trabalho Confederativo (GTC), criado com o objetivo de construir, juntamente com governo e sociedade, toda a estrutura desta nova plataforma.

Isso porque, segundo o representante do CFC no Grupo, contador Cassius Coelho, os profissionais da Contabilidade são os grandes agentes da implantação direta do e-Social, por isso a importância da participação do Conselho nesta implementação. ”Passa por nossas mãos todo o processamento da parte de recursos humanos e folha de pagamento. O impacto desse sistema no dia a dia do profissional da Contabilidade é enorme. Queremos mostrar para a classe contábil o que está sendo feito para minimizar os possíveis impactos”, diz.

Para ele, a folha de pagamento digital é positiva porque vai diminuir as obrigações acessórias que, atualmente, as empresas possuem. “No entanto, reconheço que o grande impacto é a velocidade com que a informação precisa chegar para ser processada e transmitida ao Fisco, por exemplo. É um trabalho que não depende apenas do profissional da Contabilidade, mas de outros agentes da empresa. Toda mudança traz impactos e ainda há muito o que ser alinhado”, acredita.

Nas atividades do grupo estão ainda a estruturação do leiaute dos arquivos, a obrigatoriedade das informações, viabilidade operacional nas empresas e a estipulação de prazos e cronograma de implantação. A primeira reunião foi realizada no dia 2 de julho, em Brasília, e outras duas já estão marcadas para 7 e 26 de agosto, também na capital federal.

Além do CFC, participam a Receita Federal do Brasil, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o Ministérios da Previdência e do Trabalho e Emprego, a Fenacon, e entidades como Sescon/SP Firjan, CNI, Consif, CNC, Fiesc, CNA, Fiesp e CNCOOP.

O eSocial é a última etapa do Sistema Público de Escrituração Digital, que deverá reduzir a burocracia, aumentar a qualidade das informações e simplificar o cumprimento de obrigações das empresas perante o Governo, entre outros benefícios.  A expectativa é que de seja implementado até 2015.